Site Loader

A estrutura de capital de uma empresa mostra como ela financia sua operação. Ela indica a proporção entre capital próprio, (capital dos sócios) e capital de terceiros, (capital dos credores). As empresas podem escolher qualquer combinação entre capital próprio e de terceiros que desejem, o objetivo é maximizar o valor da empresa e criar valor para os acionistas. A decisão da estrutura de capital em uma empresa é tarefa do administrador financeiro, a decisão correta na combinação das fontes de financiamentos poderá reduzir o custo de capital e aumentar o valor da empresa, uma decisão errada poderá destruir seu valor.

Muito se debate sobre este tema, na realidade o que há é “TRADE-OFF” que envolve:

  • Aumentar o endividamento reduzindo o CMPC, (taxa de desconto) e aumentando o valor da empresa.

  • Aumentar o risco de falência pelo custo de serviço da dívida

  • Diminuir o lucro pelo pagamento de juros

  • Aumentar a participação de capital próprio, uma vez que não há necessidade de pagamento de dividendos aos acionistas em exercícios de resultado ruim.

Quanto maior o risco do investimento maior será o prêmio de risco exigido pelo investidor e consequentemente o custo de capital.